O frete é um dos fatores que mais influenciam o processo produtivo e de precificação dos produtos. Dependendo do custo associado ao transporte, a compra de uma matéria-prima pode se tornar inviável ou ser considerada um ótimo negócio. Para conhecer o impacto desse valor nos resultados da empresa, o rateio de frete é uma forma de fracionar os custos e entender melhor sobre cada fator que compõe seu preço.

A seguir, aprenda a aplicar essa metodologia e conheça sua importância!

Como a gestão de fretes impacta nas finanças da sua empresa?

Gerenciar adequadamente os valores associados aos fretes tem direta influência nos custos e lucros observados pela empresa dentro de um determinado período. Isso porque o frete é um custo de aquisição do produto que impacta, lá na frente, por quanto o seu produto vai ser vendido. Dependendo de como acontece essa gestão, seu negócio pode levar prejuízo devido a esses valores.

Para entender melhor sobre isso, é possível levar em conta o Índice Nacional do Custo de Transporte de Carga (INCT). Ele funciona como um índice de inflação e mede a variação dos preços e a defasagem do frete em geral.

Acompanhar esse índice é necessário porque uma variação positiva implica em mais custos de frete, e que, portanto, chegam ao seu negócio. Com isso, a gestão é fundamental para fazer esse tipo de avaliação e identificar quais mudanças devem ser feitas no rateio de frete para que a empresa não sofra prejuízos.

Como fazer o rateio de frete?

Para fracionar os custos de transporte, o rateio de frete deve levar em consideração os custos dos produtos e do próprio frete, de modo a fazer uma divisão proporcional de custo de aquisição. Imagine, por exemplo, que você adquiriu 200 peças de um produto A por R$ 10,00 cada uma e 100 peças do produto B por R$ 5,00 cada uma. Ao total, você adquiriu 300 peças ao valor de R$ 2.500,00. O frete para esse produto foi de R$ 250,00.

Um rateio simplificado consistiria em dividir o valor do frete pelo valor da compra, o que faria com que houvesse um acréscimo de R$ 0,83 em cada unidade. Esse valor corresponde a 8,33% do produto A, mas a 16,7% do produto B. Isso significa que a adição de custo ao produto B está muito mais elevada, o que pode fazer com que ele perca em competitividade.

Assim, o melhor a se fazer é um rateio proporcional desse frete. Nessa mesma situação, o valor dos produtos A corresponde a 80% do frete e os do produto B, a 20%. Com isso, é preciso que o frete também seja dividido. Sobre o produto A, o valor do frete a ser rateado será de 80% de R$ 250,00, o que corresponde a R$ 200,00. Assim, o custo de aquisição a ser somado será de R$ 1,00 por unidade.

Já em relação ao produto B, a proporcionalidade do valor do frete corresponde a R$ 50,00. Nesse caso, o custo de aquisição adicional é de R$ 0,50 por unidade.

Por que utilizar o cálculo do rateio de frete?

O uso dessa metodologia de rateio se justifica pelo fato de que ela permite que a gestão de frete tenha conhecimento sobre quais são os custos compõem o valor do frete. Além disso, o cálculo é importante para compor o preço do produto final a ser vendido de modo que a empresa não experimente prejuízos por cobrar um preço que não cubra os custos com o frete.

Ele também deve ser utilizado para a tomada de decisão estratégica. Dependendo do custo de aquisição de compra que determinada mercadoria gerar em seu produto, ele pode ou não ser competitivo. A partir dessa metodologia, portanto, será possível identificar se determinado item deve ou não ser adquirido nas condições estabelecidas.

O rateio de frete é uma forma de fracionar os custos de transporte para uma avaliação estratégica e assertiva da gestão. Além disso, esse fracionamento impacta diretamente em quais serão os custos do produto final a ser vendido pelo consumidor de modo a evitar prejuízos ou perda de competitividade.

Como você faz a gestão dos custos de transporte? Quais suas maiores dificuldades?

Deixe seu comentário e compartilhe!

Escrito por Lupeon

Aportada pela SP Ventures - Fundo de Inovação Paulista, a solução Lupeon une tecnologia e serviços definindo estratégias para reduzir custos com transportadores, identificando cálculos com erros, fraudes e duplicidades. Uma plataforma de gestão, auditoria e otimização para levar mais inteligência à gestão do frete.